Da redação da Rede Hoje

O Programa de Certificação de Produtos Agropecuários e Agroindustriais do Estado de Minas Gerais, Certifica Minas, tem a finalidade de assegurar a qualidade dos produtos agropecuários e agroindustriais produzidos no Estado e a sustentabilidade de seus sistemas de produção, proporcionando a esses produtos uma maior competitividade e favorecendo sua inserção nos mercados nacional e internacional. Foi instituído através da Lei Estadual Nº 22.926, de 12 de janeiro de 2018, mas idealizado há muitos anos atrás pelo então Secretário Estadual de Agricultura, Silas Brasileiro, hoje presidente do Conselho Nacional do Café.

 
Na última semana, a Expocaccer – Cooperativa dos Cafeicultores do Cerrado conquistou o selo Certifica Minas, se tornando a primeira cadeia de custódia certificada pelo programa, podendo assim armazenar e comercializar os cafés de produtores que detém tal certificado.

“Quando lançamos o projeto durante nossa gestão frente à pasta da Secretaria de Agricultura de Minas vislumbrávamos o que hoje de fato acontece: um programa confiável e especial para os produtores que se dedicam em produzir com certificação.”, lembra Silas Brasileiro.

Conquista importante
O presidente do CNC destacou ainda a importância dessa conquista para os pequenos produtores de Minas Gerais. “O que nos levou a idealizar e preparar toda a regulamentação do Certifica Minas foi o alto custo das demais certificações existentes. Isso inviabilizava a entrada dos pequenos no processo. Hoje, o Certifica Minas é a certificadora de menor custo, por isso a sua importância”.
Silas Brasileiro finaliza exaltando a conquista da Expocaccer. “É de fato um grande avanço para os cafeicultores do cerrado. Trata-se de um salto de qualidade no armazenamento e comercialização da produção. Parabenizamos a Expocaccer pela conquista, pois por sermos idealizadores do programa sabemos o quão rigoroso é o processo de certificação. Isso demonstra a qualidade dos serviços oferecidos pela cooperativa”, finaliza.