CAP apenas cumpriu tabela, pois, não tinha chance de classificação e estava fora do rebaixamento

Fotos: reprodução

Potker fez dois gols e deu assistência para este gol de Mathes Barbosa


Da redação da Rede Hoje


O Clube Atlético Patrocinense encerrou a participação no Campeonato Mineiro de 2021 neste domingo, 25 de abril, no Mineirão em Belo Horizonte, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Mineiro. Foi goleado pelo Cruzeiro por 4 x 0.

Com o resultado, o Cruzeiro domingo (25) garantiu o terceiro lugar e vai disputar as semifinais contra o vice-líder América — que goleou a URT no Zama Maciel em Patos, por 5 a 0. Na outra semifinal jogarão Atlético e Boa. O Patrocinense segue na elite para 2022.

MUITOS MOTIVOS
. O time grená não jogou bem contra o gigante azul. Teve muitos problemas durante o campeonato. Arrecadou menos que no ano passado e mais uma vez não pode contar com o torcedor. E pior, jogou só quatro partidas em casa e sete fora – o que aumentou o rombo no caixa. Teve demasiados desfalques por conta da Covid-19 que acabaram influenciando no desempenho.

A Águia fez este
ano a pior campanha de todas desde o retorno a elite. Em 2018, o CAP terminou em 8º com 13 pontos e garantiu vaga para disputar pela primeira vez da série D do Brasileiro. Em 2019, o time fez apenas 12 pontos, mas terminou em 7º, onde também garantiu vaga para a competição nacional. Em 2020, o Patrocinense também fez 12 pontos concluindo a competição em 8º lugar. Este ano o time grená fez um campeonato onde conquistou apenas 10 pontos e em 10º lugar na classificação, o suficiente para manter-se na elite mineira. Por todos os problemas apontados acima, o CAP brigou contra o rebaixamento o tempo todo, se salvando na penúltima rodada, graças a derrotas de Coimbra e BOA.

CRUZEIRO
. Com uma atuação iluminada de William Pottker(foto), que deixou sua marca duas vezes e ainda deu o passe para o gol de Matheus Barbosa; e Jadson, no finalzinho, selou o placar, o Cruzeiro venceu o jogo com facilidade.

Diferentemente do que aconteceu em 2020, quando não obteve a classificação, a Raposa comandada por Felipe Conceição, não apenas conseguiu a vaga como alcançou seu objetivo sendo dona da defesa mais sólida desta etapa da competição: somente quatro gols sofridos em 11 partidas.

Além disso, o triunfo sobre
o Patrocinense mostrou que o ataque cruzeirense tem suas qualidades, após momentos de instabilidade neste início de temporada. Setor este que, porém, terá que demonstrar ainda mais evolução e eficácia para o mata-mata.

Nas semifinais, o América entra com a vantagem de dois empates ou triunfo e derrota pelo mesmo saldo de gols para chegar à decisão. Na outra disputa, o Atlético (1°) reedita contra o Tombense (4ª) a final da edição passada.
OS GOLS. O Cruzeiro não teve muito trabalho para neutralizar o Patrocinense e encontrou facilidade para construir sua vitória. Pottker abriu o placar logo aos 2 minutos. Na segunda etapa, ele serviu Matheus Barbosa, aos 3, e fez mais um aos 5. Na bacia das almas, Jadson selou a goleada.
A FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 4 X 0 PATROCINENSE
DATA: 25 de abril de 2021 (domingo)
ESTÁDIO: Mineirão
CIDADE: Belo Horizonte
MOTIVO: 11ª rodada da fase classificatória do Módulo I do Campeonato Mineiro

CRUZEIRO
Fábio; Cáceres (Geovane), Ramon (Ramon Brock), Weverton e Matheus Pereira; Adriano, Matheus Barbosa (Jadson) e Rômulo; Bruno José (Felipe Augusto), Pottker e Airton (Stênio). Técnico: Felipe Conceição.
PATROCINENSE
Edson (Thiago Passos); Wisley (Luquinha), Alisson, Breno e Jhonathan Moc; Maycon Lucas e Leomir (Thiago Costa); Jean Carlos, Giba (Matheus), Wallace (Éverton) e Jeam. Técnico: Rogério Henrique
ARBITRAGEM: Igor Júnio Benevenuto de Oliveira, auxiliado por Guilherme Dias Camilo e Marcus Vinícius Gomes
CARTÕES AMARELOS: Pottker (Cruzeiro); Rogério Henrique, Leomir, Wisley, Jean Carlos, Éverton e Thiago Costa(Patrocinense)
GOLS: Pottker aos 2 minutos do primeiro tempo; Matheus Barbosa aos 3, Pottker aos 5 minutos e Jadson aos 45 do segundo tempo