RECONHECIMENTO. Patrocinense agraciado com o primeiro prêmio CBMM de Ciência e Tecnologia

João Batista Calixto recebe o prêmio dia 21 de agosto em festa no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.

Fotos: Reprodução vídeo|CBMM

joao-caixeta

Foram apenas dois homenageados nesta primeira edição do prêmio: João Calixto(foto) - que nasceu em Coromandel, mas foi criado em Patrocínio -, na categoria Ciência e Tecnologia, e o matemático carioca Márcio Viana, na categoria Ciência Básica.


Nely Caixeta | Especial para a Rede Hoje


Uma notícia que orgulha muito minha família, mas deveria deixar igualmente honrados o Colégio Dom Lustosa e o grupo João Beraldo, de Patrocínio. Foi nessas escolas, nas décadas de 60 e 70, que meu primo João Batista Calixto criou a base educacional que o levou mais tarde à Universidade de Brasília e, posteriormente, à Universidade de São Paulo (USP) e à Universidade Federal de Santa Catarina, pontos de partida para uma carreira de pesquisa brilhante na área de fármacos, no Brasil e no exterior. Agora, acaba de ser agraciado com o primeiro prêmio CBMM de Ciência e Tecnologia.


A premiação, criada pela Companhia Brasileira de Mineração e Metalurgia, do grupo Moreira Salles, para “reconhecer o valor de pesquisadores que contribuem significativamente para o desenvolvimento do Brasil”, ocorrerá no dia 21 de agosto numa grande festa no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.

Foram apenas dois homenageados nesta primeira edição do prêmio: João, na categoria Ciência e Tecnologia, e o matemático carioca Márcio Viana, na categoria Ciência Básica.

Calixto, como era conhecido pelos colegas do Dom Lustosa, é filho de José Salvador Calixto e de Rita Elisa Calixto, irmã do meu pai, Sesostres Pedro da Silva. Quando criança, morava com os pais na fazenda em Santa Rosa.

joao-caixeta2

 João Batista Calixto iniciou o primário na Santa Rosa dos Dourados, Coromandel, depois veio para grupo João Beraldo e Colégio Dom Lustosa de Patrocínio


Esse contato com a natureza foi fundamental para seu sucesso como pesquisador de fitoterápicos, como conta nesse vídeo aqui postado. Calixto é doutor em Farmacologia, pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e membro da Academia Brasileira de Ciências. Possui mais de 400 trabalhos publicados no Brasil e lá fora, com mais de 56 mil citações via Web of Science, Scopus e Google Scholar. Foi editor de revistas internacionais, orientou 38 dissertações de mestrado, 37 teses de doutorado e 36 estudantes de pós-doutorado. Proferiu mais de 350 palestras pelo mundo, possui 24 patentes no Brasil e no exterior e participou do desenvolvimento de três produtos que estão nas prateleiras das farmácias, entre os quais o Acheflan e o Sintocalmy, além de um cosmético à base de flavonoide de passiflora em parceria com a Natura, em 2008.